Guerra civil provoca êxodo de colombianos para a Espanha

A guerra civil na Colômbia fez explodir o número de cidadãos do país latino-americano que emigraram para a Espanha nos últimos dez anos. Um estudo publicado hoje pela ONU alerta que, em 1993, 7,2 mil colombianos viviam em cidades espanholas. Em 2002, essa número ultrapassava 81 mil. Segundo a ONU, a maioria dos colombianos que deixaram o país foi em busca de melhores condições de vida e segurança para a família. As Nações Unidas ainda mostram que mais da metade dos imigrantes entraram na Espanha de forma ilegal e vivem na clandestinidade. Mesmo assim, o número de famílias chegando à Espanha é tão grande que muitos dos entrevistados pela ONU sequer pensam em voltar à Colômbia, mesmo que a guerra civil seja controlada.Além de a maioria não ter documentos adequados, ainda sofrem discriminação. Colombianos são, em sua maioria, vistos como autores de furtos e traficantes de drogas. Na avaliação da ONU, essa imagem distorcida prejudica na busca do emprego e impede uma maior inserção dos colombianos na sociedade espanhola.

Agencia Estado,

14 de outubro de 2003 | 16h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.