Guerra de facções xiitas mata 52 em festa religiosa

A polícia iraquiana ordenou ontem a retirada dos cerca de 1 milhão de peregrinos que participavam de um festival religioso em Kerbala, sul do país, por causa de conflitos entre facções xiitas rivais. Desde segunda-feira, 52 pessoas morreram e mais de 240 ficaram feridas (foto). O sul iraquiano é palco de uma disputa entre o Exército Mahdi, do clérigo Moqtada al-Sadr, e a Brigada Badr, ligada ao rival Conselho Supremo para a Revolução Islâmica no Iraque (CSRII).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.