Guerra mata crianças iraquianas e soldados dos EUA

Duas crianças iraquianas - de 3 e 8 anos - foram mortas e três adultos ficaram feridos hoje num ataque com granada contra uma delegacia de polícia na cidade de Mosul, no norte do Iraque. Não há informações sobre a autoria do ataque. Também em Mosul, um militar dos EUA foi morto numa troca de tiros. Na capital Bagdá, um ataque de morteiro matou dois soldados norte-americanos e feriu outros quatro num posto avançado.Em Faluja, bastião da resistência muçulmano sunita 60 km a oeste de Bagdá, testemunhas relataram que a explosão de uma bomba na beira de uma estrada feriu vários soldados norte-americanos. A tevê mostrou soldados detendo vários civis iraquianos, um deles sendo arrastado para fora do carro e socado repetidamente na barriga depois de ter caído no chão. Foi o sexto ataque em Faluja nos últimos seis dias. Com as últimas baixas, subiu para 108 o número de soldados dos EUA mortos desde que o presidente George W. Bush declarou encerrados os grandes combates em 1º de maio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.