Guerra representaria catástrofe para iraquianos

O diretor do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), Rudd Lubbers, manifestou sua esperança de que seja evitada uma guerra dos Estados Unidos contra o Iraque, num conflito que poderia ser "catastrófico" para o povo iraquiano. Em entrevista publicada hoje pelo jornal Kathimerini, de Atenas, Lubbers declarou: "Nós esperamos que uma guerra contra o Iraque seja evitada, mas, se não for, teremos de lidar com os resultados dela. E esses resultados podem ser catastróficos." Lubbers, ex-primeiro-ministro da Holanda, lembrou que cerca de 2 milhões de pessoas deixaram o Iraque durante a Guerra do Golfo, travada em 1991, com destino a países fronteiriços, principalmente Irã e Turquia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.