Guerras elevam gasto militar mundial a quase US$ 1 trilhão

Os gastos militares em todo o mundo tiveram um aumento dramático, informa o Insituto Internacional de Pesquisa da Paz em Estocolmo, citando a invasão do Iraque como principal causa. De acordo com o centro de estudos, baseado na Suécia, os gastos militares subiram 11%, chegando a US$ 956 bilhões, ao longo de 2003. O centro se referiu ao aumento como ?notável?. Os gastos foram 18% superiores aos de 2001. ?Está muito perto do pico da guerra fria, em 1987?, disse a pesquisadora Elisabeth Skoens. O número corresponde a 2,7% do PIB mundial.Os EUA lideram os gastos, com 47% do total, seguidos pelo Japão, com 5%, e Reino Unido, França e China, cada um com 4%. Os demais 153 países somam 36%. Skoens acrescenta que o aumento do gasto americano foi resultado das missões no Afeganistão, no Iraque e da guerra ao terror.O relatório também destaca a ameaça representada pelas armas de destruição em massa, mas apresenta a suposição de que outros países tenham refeito seus planos para esse tiupo de armamento, frente a disposição americana de usar a força. Também consta do texto a possibilidade de um efeito contrário - que nações venham a desenvolver armas proibidas como meio de evitar uma invasão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.