Guerrilha ataca várias zonas da Colômbia

A guerrilha atacou um pequenomunicípio do sul da Colômbia onde morreram dois civis, e colocouexplosivos em uma ponte, uma casa de apostas e uma universidade,enquanto autoridades informaram que houve nove mortos em umconfronto com paramilitares. Um comando das Forças Armadas Revolucionárias daColômbia (Farc) atacou nesta segunda-feira cedo Algeciras, ummunicípio situado a 310 km ao sul de Bogotá, e entrou emconfronto com forças da polícia e do Exército. Na troca de tiros, dois civis morreram, informou ogeneral Gabriel Contreras, segundo comandante do Exército. Elecomentou que houve "uma contundente e imediata resposta daforça pública ao ataque" - o quarto em menos de dois mesescontra Algeciras. Em Medellín, a segunda cidade do país, supostosguerrilheiros lançaram nesta madrugada um explosivo contra umacasa de apostas que ficou avariada, informou o general LeonardoGallego, comandante da polícia local. As Farc também dinamitaram uma ponte perto de San Luís,município a 380 km ao norte de Bogotá, mas não chegou a abalarsua estrutura. E em Neiva, capital do departamento (estado) deHuila, a 220 km ao sul de Bogotá, uma bomba explodiu naUniversidade Surcolombiana, ferindo o autor do atentado,informou a polícia local. Um total de 1.559 guerilheiros morreram durante o ano de2002, informou hoje o Exército colombiano, e as Farc foram oalvo mais castigado pelos militares, com a morte de 1.176membros de suas fileiras e a captura de outros 1.885, informou amesma fonte. Um membro da cúpula das Farc - Milton de Jesús Toncell,vulgo "Joaquín Gómez" - foi ferido há mais de um mês em um dosataques das forças militares com apoio da Aviação. No mesmoataque, contra uma base rebelde nos departamentos de Vaupes eVichada, vários dos companheiros de Toncell morreram. Nas ações contra o Exército de Libertação Nacional (ELN) o segundo grupo rebelde do país, morreram 349 rebeldes e outros489 foram capturados pelas tropas em diferentes regiõescolombianas, segundo dados militares. E na luta contra asultradireitistas Autodefesas Unidas da Colômbia (AUC), oExército indicou amorte de 168 paramilitares e a captura de747.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.