Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Guerrilha colombiana tenta comprar deserções no Exército

Recompensas de até 10 milhões de pesos, o equivalente a US$ 3.570, estão sendo oferecidas pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) aos soldados que desertarem do Exército oficial e se incorporarem, com suas armas, à guerrilha. "Chegou a hora de servir à Pátria. Soldado, não seja mais carrasco de seu próprio povo. Deserte com seu fuzil M-60 ou M.G. L. e apresente-se à Frente 10 das Farc-EP e reclame os seus 10 milhões de pesos. Garantimos a vida", diz um panfleto que circula pelo departamento (Estado) de Arauca, no nordeste da Colômbia. Uma fonte da Brigada 18 do exército com sede em Arauca disse que os palfletos são distribuídos por guerrilheiros vestidos como civis em Arauquita e Saravena, onde há forte presença das Farc e do Exército de Libertação Nacional (ELN).Segundo o general Eduardo Morales, comandante da Segunda Divisão do Exército, a estratégia da guerrilha de oferecer dinheiro a militares desertores "não vai funcionar com nossos soldados". "Eles já haviam tentado fazê-lo há cerca de dois meses, sem êxito", acrescentou Morales em declarações ao jornal El Tiempo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.