Guerrilha deve entregar hoje corpos de 11 reféns

Os corpos dos 11 reféns mortos em junho, enquanto estavam em poder das Farc serão entregues hoje de manhã, de acordo com o presidente colombiano, Álvaro Uribe. Os 11 eram deputados do Departamento de Valle del Cauca e haviam sido seqüestrados num ataque ao Legislativo local, há cinco anos. As Farc dizem que eles morreram "no meio do fogo cruzado, quando um grupo militar não identificado atacou o acampamento onde eles estavam". Procurando provar essa alegação, o grupo também deve entregar hoje um corpo que seria de um "mercenário estrangeiro" morto numa fracassada ação de resgate dos deputados, informou a Rádio Caracol. O governo, porém, acusa a guerrilha de ter executado os reféns. A esperança das famílias das vítimas é que a entrega dos cadáveres ajude a esclarecer as circunstâncias das mortes. Segundo Uribe, a entrega será feita em Corinto, a 50 quilômetros de Cali.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.