Guerrilha fornece novas armas a Palestinos

O líder de uma guerrilha radical que se opõe à paz com Israel revelou que seu grupo enviou ontem um carregamento de armas para o território palestino. O carregamento, entretanto, foi interceptado pela Marinha de Israel. Segundo o líder da Frente Popular para Libertação da Palestina, Ahmed Jibril, disse que novos carregamentos serão enviados. "Esse não foi o primeiro nem será o último", disse. "Vamos continuar com nosso plano para salvar nosso povo por todos os meios necessários."Ontem, a Marinha israelense capturou um barco pesqueiro do Líbano carregado com mísseis, morteiros e granadas que, segundo o comandante da Marinha, seriam entregues para a Autoridade Palestina na Faixa de Gaza. A Autoridade Palestina nega ter qualquer envolvimento com o armamento apreendido. Com uma grande quantidade de armas espalhada na doca do porto israelense de Haifa, o almirante Yedidia Yaari disse que as armas seriam "capazes de mudar o equilíbrio de forças na nossa atual luta com os palestinos".A Autoridade Palestina (AP) havia negado qualquer conexão com o envio de armas. O líder da Frente Popular para Libertação da Palestina não confirmou o envolvimento da Autoridade Palestina no envio do carregamento. "É nosso direito enviar armas para nosso povo nos territórios ocupados, que estão sendo submetidos a um massacre", disse Jibril.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.