Guerrilha liberta trem de passageiros na Índia

Ação dura cerca de três horas e acontece às vésperas da segunda fase das eleições indianas

Efe

22 de abril de 2009 | 04h37

Guerrilheiros maoistas libertaram nesta quarta-feira, 22, o trem com cerca de 700 passageiros que tinham sequestrado três horas antes no norte da Índia, informaram diferentes fontes oficiais.

 

O fato ocorreu no distrito de Latehar, próximo à estação de Hehegarha, disse à agência PTI o vice-comissário local, Sarvendu Tathagat.

 

O comboio, de nove vagões, "estava cheio. Cada vagão tinha entre 70 e 80 passageiros e havia incluído gente de pé nas escadas", acrescentou por sua vez o oficial de trens Amerendra Das, que assegurou que os viajantes "estariam a salvo e não teriam sofrido prejuízos".

 

Seriam 200 maoistas e 400 passageiros envolvidos, segundo outra fonte policial citada pela agência local Ians.

 

A guerrilha maoista protagoniza desde a terça-feira, 21, várias ações violentas no marco de sua campanha de boicote eleitoral em Jharkhand e na região vizinha de Bihar. A ação se deu às vésperas da segunda fase das eleições indianas.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiaguerrilha maoistatremsequestro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.