Guerrilha volta a desmentir morte de líder tâmil

Os LTTE já tinham negado as primeiras informações do Governo cingalês sobre a morte de Prabhakaran, mas ficaram em silêncio desde que o Exército divulgou imagens do suposto corpo

EFE

23 de maio de 2009 | 06h26

A guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) voltou a desmentir netse sábado a morte de seu líder, Vellupillai Prabhakaran, na ofensiva final do Exército do Sri Lanka que, na segunda-feira passada, destruiu a cúpula da organização.

 

"Nosso amado líder está vivo", assegurou ao site "Tamilnet" o chefe do secretariado internacional do Serviço de Inteligência dos LTTE, Arivazhakan, que qualificou a notícia como "rumores Inventados".

 

"Esses rumores foram inventados para confundir a comunidade tâmil mundial, que expressou seu apoio à libertação da pátria tâmil", acrescentou.

 

Os LTTE já tinham negado as primeiras informações do Governo cingalês sobre a morte de Prabhakaran, mas ficaram em silêncio desde que o Exército divulgou imagens do suposto corpo de Prabhakaran, acompanhado de documentos de identidade.

 

Segundo Arivazhakan, a cúpula dirigente dos LTTE voltarão a se conectar com seu "povo em um momento apropriado".

 

De acordo com a versão militar, o corpo de Prabhakaran apareceu no lago de Nanthikadal, onde as tropas frustraram na segunda-feira uma última tentativa dos guerrilheiros de escapar do cerco que sofriam e aniquilaram a cúpula rebelde.

 

O anúncio oficial de sua morte gerou várias teorias entre os simpatizantes dos LTTE, que discutem a veracidade do vídeo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.