Guerrilheira americana ficará no país até 2015

PERU

, O Estado de S.Paulo

27 Maio 2010 | 00h00

A americana Lori Berenson (foto), que cumpria pena de 20 anos de prisão desde 1995 por terrorismo, ganhou liberdade condicional ontem, mas deve permanecer no Peru até 2015, quando termina sua sentença. Lori, de 40 anos, é cúmplice do grupo Movimento Revolucionário Tupac Amaru.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.