Guerrilheiros da República Centro-Africana sequestram 16 pessoas de Camarões

O governador Samuel Dieudonne Ivaha Diboua disse que guerrilheiros de República Centro-Africano sequestraram 16 pessoas de uma cidade fronteiriça de Camarões, incluindo políticos e clérigos locais.

AE, Estadão Conteúdo

21 Março 2015 | 12h01

O dirigente afirmou neste sábado que 30 combatentes fortemente armados tomaram um ônibus de pessoas que voltavam de um enterro na noite de quinta-feira. Os agressores levaram o ônibus de volta para a República Centro-Africana, que tem sido assolada pela violência sectária há mais de um ano.

Ivaha Diboua disse que ninguém tinha reivindicado a responsabilidade pelos sequestros, mas suspeita-se que eles foram realizados por insurgentes da Frente Democrática do Povo Centro-Africano. O líder deles está em uma cadeia em Camarões e os combatentes do grupo sequestraram vários camaroneses e um padre polonês no ano passado em uma tentativa de trocá-los pela libertação do chefe. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
República Centro-Africana Violência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.