Guerrilheiros do Hezbollah deveriam se unir ao Exército do Líbano, diz ministro

O ministro da Defesa do Líbano, Elias Murr, pediu nesta segunda-feira aos guerrilheiros do Hezbollah que se incorporem ao Exército do Líbano. A informação é do jornal israelense Haaretz. Em coletiva de imprensa conjunta com o ministro da Defesa da Bélgica, Murr sugeriu que os guerrilheiros poderiam continuar como uma unidade separada sob o comando central do Exército. "Seria uma honra para o exército tê-los operando como uma divisão, uma honra para o exército e para a resistência", disse o ministro.Murr também anunciou que o Exército do Líbano ordenou a compra de novos mísseis antitanques, da superfície para o ar, que devem chegar no ano que vem. Ele disse que as armas irão ajudar o exército a defender as fronteiras do país."Quando o Exército de Israel se retirar, e o libanês posicionar suas tropas ao longo da fronteira, eles estarão em condições de reagis a todas as infrações territoriais", disse Murr.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.