Guerrilheiros libertam sete reféns nas Filipinas

Guerrilheiros extremistas muçulmanos libertaram sete reféns para ampliar sua mobilidade pela selva montanhosa do sul das Filipinas enquanto resistem a uma perseguição cada vez maior dos soldados do governo, informaram hoje o Exército e a polícia. O coronel Hermogenes Esperon, um comandante do Exército, disse que os extremistas do Abu Sayyaf libertaram quatro homens e três mulheres para acelerar sua fuga de 7.000 soldados na ilha de Basilan, no sul do arquipélago filipino. Os rebeldes ainda mantém quatro ou cinco reféns, inclusive dois missionários norte-americanos seqüestrados há quase seis meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.