Guiana inicia expulsão de brasileiros ilegais

O governo da Guiana anunciou que vai deportar os milhares de garimpeiros brasileiros que operam ilegalmente no país. "Nós já deportamos cinco dos brasileiros. Mas vamos agir somente contra aqueles sem a documentação necessária", disse o porta-voz da Presidência da Guiana, Robert Persaud. De acordo com estimativa da Associação dos Mineiros de Ouro e Diamantes da Guiana, há certa de 12 mil garimpeiros brasileiros operando no interior do país. A entidade vem insistindo há anos para que o governo expulse os ilegais, ou regularize a situação deles. Ontem, o primeiro-ministro Samuel Hinds disse que as autoridades brasileiras haviam detido quatro homens na semana passada, com mais de US$ 2 milhões em ouro e diamantes que teriam contrabandeado da Guiana. O lote incluía um diamante de 42 quilates que seria uma das maiores pedras já encontradas na Guiana. Os supostos contrabandistas teriam sido detidos em Boa Vista (Roraima).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.