Guiné-Bissau terá segundo turno em 29 de abril

O presidente da Comissão Eleitoral da Guiné-Bissau (antiga Guiné Portuguesa), Desejado Lima da Costa, anunciou nesta quarta-feira que o país africano terá o segundo turno das eleições presidenciais em 29 de abril. O segundo turno será disputado entre o ex-primeiro-ministro, Carlos Gomes Júnior, e o político Kumba Yala. No primeiro turno, Gomes Jr. obteve 49% dos votos, enquanto Yala obteve 23%. Yala reclamou que houve fraude eleitoral no primeiro turno e ameaçou não participar do segundo turno.

AE, Agência Estado

11 de abril de 2012 | 16h05

A Guiné-Bissau se desestabilizou após o assassinato do líder do país, João Bernardo Vieira, em 2009. O presidente interino, Malam Bacai Sanha, morreu neste ano, o que levou à convocação de novas eleições. O país africano também foi desestabilizado pelo narcotráfico.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.