Guiné inspeciona passageiros para conter Ebola

Autoridades de saúde na Guiné informaram neste domingo que todos os passageiros deixando do país pelo aeroporto de Conakry devem preencher um formulário de saúde e ter a temperatura medida, como parte dos esforços para combater a disseminação do Ebola, uma doença infecciosa que provoca febre hemorrágica.

AE-AP, Agência Estado

06 de abril de 2014 | 12h56

De acordo com Sakoba Keita, diretor de prevenção do Ministério da Saúde, qualquer indivíduo com temperatura superior a 38º C será submetido a teste para a doença, que já matou 86 pessoas na África Ocidental desde fevereiro deste ano. Esse é o primeiro surto do Ebola na região em duas décadas.

O ministro da Saúde da França, Marisol Touraine, disse ontem que médicos franceses do Instituto Pasteur estão à disposição para ajudar nos procedimentos de embarque no aeroporto de Conakry. Duas mortes por Ebola já foram confirmadas na Libéria e supostos casos foram registrados no Mali. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
GUINÉEBOLAPROCEDIMENTOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.