Guiné: mortes por conta de surto de Ebola chegam a 78

Subiu para 78 o número de mortos na Guiné por conta de um surto do vírus Ebola, informaram nesta segunda-feira autoridades de saúde do país.

AE, Agência Estado

31 de março de 2014 | 12h41

O Ministério da Saúde da Guiné informou que os primeiros casos surgiram nas florestas ao sul do país e que se espalhou para a capital Conacri, que tem cerca de 2 milhões de habitantes, depois de um paciente infectado viajar para a cidade.

Nesta segunda-feira, a organização humanitária Médicos Sem Fronteiras (MSF) classificou o surto de Ebola como uma epidemia sem precedentes. "Estamos diante de uma epidemia de magnitude nunca antes vista em termos de distribuição no país porque atingiu a região sul e agora a capital", escreveu o coordenador da MSF na Guiné, Mariano Lugli, em uma nota enviada à imprensa.

O país vizinho Senegal fechou as fronteiras com a Guiné para evitar que pessoas infectadas com o vírus entrem em seu território. A Libéria, que também faz divisa com a Guiné, confirmou dois casos, entre eles uma morte.

O surto de Ebola na Guiné é o primeiro do tipo na África Ocidental em duas décadas. Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
GuinéEbolamortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.