Gul aprova gabinete moderado na Turquia

Presidente turco deu aval à lista de ministros apresentada ontem pelo premiê Erdogan

AP E EFE, O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2030 | 00h00

Ancara - O novo presidente da Turquia, Abdullah Gul, aprovou ontem um gabinete formado por políticos com histórico secular e islâmico - alguns deles com passado reformista e liberais, num claro sinal dos esforços que seu governo manterá para tornar viável a entrada na União Européia (UE).Gul, primeiro político com passado islâmico a ocupar a presidência do país, aceitou a lista de ministros apresentada pelo premiê Recep Tayyip Erdogan. Os 25 nomes que assumirão o gabinete são de personalidades dispostas a projetar uma imagem moderada do governo.A oposição afirmou que vai observar o trabalho de Gul de perto, pois pela Constituição turca o presidente tem poder de vetar leis e nomear funcionários, o que é visto por secularistas como uma ameaça ao caráter laico oficial do país.Uma das figuras mais importantes do novo gabinete é Ali Babacan, ex-ministro de Economia que assume agora a pasta de Relações Exteriores - deixada por Gul. Assim, o governo procura fortalecer as relações com a Europa e conseguir a vaga na UE. O novo Executivo pedirá o voto de confiança ao Parlamento no dia 8. Para ser aprovado, o novo governo precisa de 267 votos. No entanto, as 340 cadeiras em poder do partido governista Justiça e Desenvolvimento devem garantir a aprovação do gabinete.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.