Gusmão não concorrerá à presidência do Timor Leste

O líder do movimento pela independência do Timor Leste, Xanana Gusmão, anunciou esta quinta-feira que não vai concorrer à presidência nas próximas eleições. Gusmão, que renunciou à liderança do Parlamento provisório nesta quarta-feira, atribuiu a decisão a brigas políticas que estariam atravancando o progresso em direção à independência. "Acho que pude fazer alguma coisa por este país, por este povo, numa outra fase do processo, durante a luta pela libertação", disse Gusmão. Xanana Gusmão, de 54 anos, liderou uma guerrilha contra a Indonésia durante vários anos, e esteve preso entre 1992 e 1999.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.