Há 50 anos, o homem pisava no topo do mundo

Há cinco décadas, desde que foiconquistado pela primeira vez, o Monte Everest está lá para serescalado, como disse o professor de literatura inglesa GeorgeLeigh Mallory, que planejava ler Rei Lear no topo domundo. Mallory morreu em algum ponto do Everest e a foto do seucorpo congelado nas alturas está disponível na internet. Hoje, a nata do montanhismo e a realeza do Nepal comemoraramos 50 anos da primeira conquista do pico mais alto do mundo. Oconvidado de ouro foi o neozelandês Edmund Hillary, que, juntocom participantes de diversas nacionalidades, homenageou o guiasherpa Tenzing Norgay, companheiro de escalada há meio século. Os dois estiveram por 15 minutos no topo do mundo em 29 demaio de 1953 e, quando desceram, nenhum dos dois teve vontade devoltar. "Tenzing costumava dizer: ´Nós conseguimos. Fomos osprimeiros. Para que faríamos de novo?´", lembra Hillary sobre oamigo, morto há 17 anos. Em homenagem, o governo do Nepal concedeu a Hillary cidadaniahonorária pelos serviços prestados à comunidade sherpa. Desde 1953, cerca de 1.300 alpinistas escalaram os 8.848metros da perigosa escalada. Na quarta-feira, duas pessoasmorreram quando um helicóptero caiu em um declive. O chefe daprimeira expedição romena ao cume do mundo disse ter ficadochocado com o número de cadáveres pelo caminho do lado tibetanoda montanha. "Eu me senti muito mal. Vimos muitos cadáveres." Apesar do risco, Hillary é um dos que dizem que a subida doEverest perdeu muito do perigo. "Qualquer um com US$ 65 milpode escalar o Everest", disse Jamling Norgay, filho de Tenzing a um canal de TV. Jamling também criticou a busca incessantepor recordes, como ser o homem mais velho a escalar a montanha."Não é mais uma paixão e sim um mero esporte." Hillary disse que ele e Tenzing abriram buracos no gelo,jamais olhado por nenhum ser humano, para seguir subindo. Mashoje, segundo ele, os montanhistas contam com pinos de alumínioe cordas fixas. Hillary recusou um convite da rainha da Inglaterra paracomemorar os 50 anos da escalada perto de seus amigos sherpas.Na coroação de Elizabeth II, o broche de seu reinado tinha umaalusão ao feito de Hillary, em uma expedição britânica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.