Há 99 guerrilheiros estrangeiros presos no Iraque

O Iraque mantém 99 combatentes estrangeiros presos, na maioria sírios, informa o ministro iraquiano dos Direitos Humanos. De acordo com Bakhtiyar Amin, entre os presos há 26 sírios, 14 sauditas, 14 iranianos, 12 egípcios, nove sauditas, cinco iemenitas, cinco palestinos, cinco jordanianos, cinco tunisianos, um libanês, um marroquino, um turco, um afegão.Amin disse, semana passada, que o governo mantinha apenas 29 supostos guerrilheiros estrangeiros no setor de segurança máxima da prisão de Abu Ghraib, em Bagdá, uma fração mínima dos 5.500 guerrilheiros detidos.Militares americanos disseram, na época, que cerca de 60 outros combatentes estrangeiros estavam presos em outras alas de Abu Ghraib e no Campo Bucca, no sul do Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.