Hábitat poderá ajudar 3 bilhões de pessoas

Negociadores de 171 países comemoraram neste sábado, no encerramento da Hábitat+5 ? encontro da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre cidades ?, o sucesso em seus esforços para criar um plano contra a pobreza, as favelas e a falta de condições sanitárias em várias cidades do mundo. Os governos devem adotar o programa aprovado que pode melhorar a vida de 3 bilhões de moradores de áreas urbanas.Mais de 150 países discordaram, mesmo antes de a conferência começar, na quarta-feira, de sete pontos da declaração aprovada em 1996, na Hábitat de Istambul. Os representantes palestinos propuseram dois parágrafos na declaração que causaram polêmica. Eles pediram maior ênfase na ilegalidade de assentamentos estrangeiros em territórios ocupados e que cooperassem na repatriação de refugiados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.