Hábito de fumar maconha pode passar de pai para filho

Os pais que já fumaram maconha têm o triplo de probabilidade de terem filhos predispostos a consumir a droga em relação àqueles que nunca a consumiram, informa uma pesquisa do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA (DSSH) divulgada hoje. Segundo o diretor do departamento do DSSH, especializado em dependência de drogas, Joseph Autry, o estudo - baseado em 9.463 entrevistas com pais e filhos realizadas entre 1979 e 1996 - "indica uma vez mais o poder dos pais na tarefa de conseguir que seus filhos se mantenham saudáveis e livres das drogas". "O trabalho descobriu que as atitudes dos pais e seu histórico de uso de drogas... teriam um efeito sobre a possibilidade de que seus filhos usem maconha ou outras drogas", acrescentou Autry. O estudo descobriu que a conduta dos filhos é um reflexo de seus pais de diversas maneiras. Por exemplo: os pais pesquisados que consideravam que fumar maconha não representava um perigo tiveram filhos que pensavam da mesma forma.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.