Hackers afirmam pelo Twitter que invadiram site da CIA

Grupo é o mesmo responsável por dois ataques ao site do Senado

estadão.com.br,

15 de junho de 2011 | 21h06

 

WASHINGTON - O site da Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) aparentemente sofreu um ataque de hackers na tarde desta quarta-feira, 15. O grupo de hackers Lulz Security afirmou, por meio de mensagem no Twitter, que lançou um ataque ao site da CIA.

 

O site da CIA ficou fora do ar por alguns minutos nesta tarde imediatamente depois do grupo anunciar o ataque. "Estamos investigando", disse um porta-voz da CIA.

 

O mesmo grupo seria responsável por dois ataques ao site do Senado americano, um no fim de semana e outro nesta quarta-feira, quando foram impedidos de coletar dados confidenciais, segundo informação de Martina Bradford, porta-voz de segurança do Senado.

 

O ataque desta quarta-feira foi similar ao anterior, no qual hackers entraram no site público e baixaram informações, afirmou Martina. "Eles não estão obtendo nada, mas os ataques continuam", disse. "Conseguimos ficar à frente dos hackers e mantê-los fora da rede principal do Senado".

 

Uma série de invasões a sites importantes tem ocorrido nas últimas semanas. O Fundo Monetário Internacional (FMI) foi atingido, assim como Lockheed Martin, Citigroup, Google e Michaels Stores . O Lulz também assumiu a responsabilidade sobre ataques aos sites da Sony e das emissora PBS e Fox.com.

 

Com Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.