Hackers roubaram dados de todos os funcionários do governo, diz senador dos EUA

Segundo Reid, ataque foi pior do que o admitido pelo governo Obama

O Estado de S. Paulo

11 de junho de 2015 | 17h37

WASHINGTON - O senador Harry Reid, líder do Partido Democrata, afirmou nesta quinta-feira que hackers roubaram informações pessoais e números de identidade de todos os funcionários federais da União e alertou que o ataque virtual foi muito pior do que afirmou o governo do presidente Barack Obama.

Reid disse que o ataque virtual que ocorreu em dezembro no Escritório de Administração de Pessoal foi lançado "pelos chineses". Reid é um dos oito políticos que recebe informações sobre os assuntos mais secretos do Serviço de Inteligência.

J. David Cox , presidente da Federação dos Funcionários do Governo americano, afirmou, em uma carta para Katherine Archuleta, diretora do Escritório de Administração de Pessoal, que, com base em relatórios internos, os hackers roubaram dados militares e informações de status de soldados veteranos, endereços, datas de nascimento, emprego e histórico de pagamentos, seguro de saúde e de vida, pensão, idade, gênero e raça.

O governo informou recentemente que hackers haviam roubado dados de 4 mil funcionários federais. / Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
ESTADOS UNIDOSHACKERSROUBO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.