Reuters
Reuters

Hackers russos tentaram atacar sistemas eleitorais em 21 Estados dos EUA

A suspeita de interferência da Rússia nas eleições presidenciais dos EUA é investigada por comissões na Câmara e no Senado e pelo FBI

Cláudia Trevisan, Correspondente / Washington, O Estado de S.Paulo

21 de junho de 2017 | 20h52

WASHINGTON - Hackers russos tentaram atacar os sistemas eleitorais de 21 Estados americanos durante a disputa presidencial do ano passado, disse o responsável por segurança cibernética do Departamento de Segurança Doméstica em depoimento ao Senado dos EUA nesta quarta-feira, 21. 

Falando a parlamentares em uma sessão sobre infraestrutura eleitoral, Samuel Liles disse que a ação não comprometeu o resultado da votação, na qual Donald Trump derrotou a democrata Hillary Clinton.

A suspeita de interferência da Rússia nas eleições presidenciais dos EUA é investigada por comissões na Câmara e no Senado e pelo FBI, sob o comando de um procurador independente nomeado pelo Departamento de Justiça.

O governo russo cancelou hoje um encontro com um enviado dos Estados Unidos em reação à ampliação de sanções americanas contra o país anunciada no dia anterior. A reunião teria o objetivo de discutir a relação bilateral, afetada pela ação de Moscou nas eleições presidenciais, a situação na Ucrânia e o aumento da tensão na Síria.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaEstados UnidosHackers

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.