Hackers sauditas divulgam dados de milhares de cartões de crédito israelenses

Se os dados forem verdadeiros, qualquer pessoa poderá usá-los para fazer compras

Efe,

03 de janeiro de 2012 | 10h19

JERUSALÉM - Hackers sauditas confessaram ter roubado dados de milhares de cartões de crédito israelenses e divulgado a informação na internet.

"Se os dados forem verdadeiros, qualquer pessoa poderá usá-los para fazer compras com esses cartões" advertiu o jornal "Yedioth Ahronoth" nesta terça-feira, 3.

O grupo de hackers sauditas conhecido como Group-XP confessou o roubo e um de seus supostos membros explicou, segundo o "Yedioth Ahronoth" e outros jornais locais, que conseguiu entrar no popular site de esportes "One.co.il" e captar os dados dos clientes.

A informação revelada inclui números de cartões de créditos, os códigos de segurança, endereços pessoais, nomes, números de telefones e da carteira de identidade.

O Banco de Israel estuda nesta terça-feira que medidas adotar em relação ao roubo e pediu à população que esteja atenta ao uso de cartões e cancele caso haja muitas denúncias.

O jornal indicou que os dados correspondem a cerca de 400 mil cartões de crédito, mas nesta terça-feira algumas empresas afirmaram que as listas publicadas são repetidas e ao todo o incidente afetou 14 mil israelenses.

As empresas, de acordo com o jornal "Haaretz", bloquearam todos os cartões da lista e garantiram que devolverão o dinheiro aos clientes se for feita alguma compra não autorizada por eles.  

Tudo o que sabemos sobre:
HackersIsrael

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.