Chip Somodevilla/AFP
Chip Somodevilla/AFP

Hagel afirma não ter diferenças significativas com Obama

De saída, secretário de Defesa norte-americano diz que decisão da renúncia foi 'conjunta', e que acredita ter deixado um bom legado 

Estadão Conteúdo

04 de dezembro de 2014 | 18h13

O secretário de Defesa norte-americano, Chuck Hagel, afirmou nesta quinta-feira não ter "diferenças significativas" com o presidente Barack Obama que pudessem ter levado à renúncia do seu cargo. Hagel afirmou apenas que este era o momento certo de deixar o posto e que acredita ter deixado um bom legado.

É a primeira vez que o secretário comenta sua saída da pasta desde que confirmou a decisão, em 24 de novembro. Perguntado se havia pressão para deixar o cargo, ele não foi direto e disse apenas que esta foi uma "decisão conjunta" com Obama, tomada em conversas na Casa Branca. Hagel afirmou que ele e o presidente conversaram sobre os próximos dois anos, os últimos da administração do democrata, e enxergaram o que ele afirma ser "uma nova zona" de desafios para o país.

Quando Obama anunciou a saída de secretário, afirmou que o ex-senador republicano foi um chefe "exemplar" do Pentágono, e também que a decisão havia partido de Hagel. Na ocasião, o presidente disse que o ex-senador havia chegado a ele e "determinado que (...) era um bom momento para terminar seu serviço". Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAHagelObama

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.