Hagel diz que Ameaça de invasão da Ucrânia é real

O aumento no número de soldados da Rússia na fronteira com a Ucrânia amplia a ameaça de uma invasão ordenada pelo presidente Vladimir Putin afirmou o secretário de Defesa dos EUA, Chuck Hagel. A declaração soma-se às feitas por autoridades do governo da Polônia ontem e hoje nesse mesmo sentido.

Estadão Conteúdo

06 de agosto de 2014 | 15h21

"Eu acho que isso é uma realidade", disse Hagel, que está em Stuttgart, Alemanha, para reuniões com líderes militares da Europa. "Quando se vê o aumento das tropas russas, a sofisticação dessas tropas, o treinamento delas e os equipamentos militares pesados que estão sendo colocados ao longo da fronteira, com certeza é uma ameaça", afirmou.

Autoridades dos EUA e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) afirmam que há agora cerca de 20 mil soldados russos ao leste da fronteira com a Ucrânia. Os EUA também dizem que a Rússia continua treinando e equipando os separatistas que combatem o governo ucraniano - o que a Rússia nega.

"Quanto mais tempo a Rússia perpetuar e instigar essa tensão e a possibilidade de escalada de suas atividades, pior ficará a situação. E precisamos estar preparados para isso", declarou Hagel. O secretário norte-americano também comentou que as ações "provocadoras" da Rússia estão forçando os EUA e seus aliados a analisarem de perto como a Otan está estruturada e preparada para crises militares como essa e outros desafios no futuro. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUARússiaUcrâniaHagelinvasão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.