Hagel diz que europeus devem ampliar apoio à OTAN

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Chuck Hagel, disse nesta quarta-feira que os aliados europeus devem começar a assumir mais a responsabilidade de modernizar a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), caso contrário ela pode se tornar irrelevante.

AE, Agência Estado

26 de fevereiro de 2014 | 16h09

Na abertura de uma reunião de dois dias de ministros da Defesa na sede da Otan, Hagel argumentou que a atual trajetória de declínio do investimento europeu em defesa não é sustentável. "À medida que as economias europeias se recuperam, líderes devem buscar a renovação do investimento em capacidade militar", afirmou. "A atual trajetória não é sustentável. Nossa aliança pode resistir apenas enquanto estivermos dispostos a lutar por ela e investir nela."

Os comentários de Hagel ecoaram advertências de seus antecessores desde a época da Guerra Fria. A diferença agora é que a Otan está saindo este ano da guerra no Afeganistão, cujos custos e dificuldades levantaram questionamentos para muitos europeus sobre o papel da aliança no futuro. "As contribuições da América na Otan permanecem nitidamente desproporcionais, de modo que ajustes no orçamento de defesa dos EUA não podem se tornar uma desculpa para mais cortes nos gastos de defesa europeus", disse o secretário a repórteres, que não foram autorizados a assistir à sua conferência a portas fechadas.

Hagel participaria nesta quarta-feira de um jantar em que os ministros deveriam começar a discutir os acontecimentos no Afeganistão e as perspectivas para o papel futuro dos Estados Unidos e da Otan no país. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Otanhagelinvestimentoeuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.