Hague deixa ministério de Relações Exteriores britânico

A mudança tem como objetivo atrair caras novas para o governo do Partido Conservador, especialmente as mulheres

AE, Agência Estado

14 Julho 2014 | 20h44

O ministro de Relações Exteriores do Reino Unido, William Hague, está deixando o seu cargo, informou o governo britânico nesta segunda-feira em meio às mudanças de gabinete que o premiê David Cameron pretende fazer de olho nas eleições gerais de maio do ano que vem.

Um novo titular da pasta será anunciado nesta terça-feira, juntamente com outros cargos ministeriais, comunicou o gabinete britânico.

Observadores alegam que a dança das cadeiras tem como objetivo atrair caras novas para o governo do Partido Conservador, especialmente as mulheres. As pesquisas para as eleições do ano que vem mostram o Partido Trabalhista liderando as intenções de voto. Uma pessoa familiarizada com as mudanças negou que o ministro das Finanças, George Osborne, seja indicado para a vaga de Hague e que ele continua comprometido com a implementação do plano econômico do governo.

Em um comunicado, o primeiro-ministro descreveu Hague como "um dos expoentes do Partido Conservador." "Ele não foi só um ministro das Relações Exteriores de primeira classe - ele também tem sido um confidente, um conselheiro sábio e um grande amigo", diz o texto.

Hague, que tem 53 anos, foi líder do Partido Conservador por quatro anos, enquanto o partido de centro-direita estava na oposição. Ele se tornou ministro das Relações Exteriores em 2010, quando a coalizão de Cameron foi formada. Seu mandato foi marcado por procurar novos parceiros comerciais para o Reino Unido. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.