Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Haia condena servo-bósnio por matar 135 pessoas

O Tribunal Penal de Haia para a ex-Iugoslávia (TPII) condenou hoje a 20 anos de prisão o servo-bósnio Mitar Vasiljevic, de 49 anos. Ele foi considerado culpado de ter queimado vivos 135 mulheres, crianças e idosos muçulmanos em Visegrad, em 1992. Detido em 2000, Vasiljevic se declarou inocente dos crimes contra a humanidade pelos quais foi enviado a julgamento. Segundo a acusação, o ex-camareiro de hotel, sem exercer nenhum cargo político importante, é responsável por atos gravíssimos.Em duas ocasiões aprisionou 135 mulheres, crianças e anciãos muçulmanos dentro de edifícios de Visegrad, ateando fogo no edifício em seguida. As pessoas que tentaram fugir pelas janelas foram mortas com armas de fogo. Vasiljevic foi também acusado de ter matado outros cinco muçulmanos. "Seus crimes eram motivados pelo ódio étnico", disse o tribunal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.