Haia dá liberdade provisória a ex-presidente servo-bósnia

O Tribunal Penal Internacional para a ex-Iugoslávia (TPII) concedeu hoje liberdade provisória a Biljana Plavsic, ex-presidente da república servo-bósnia de Srpska, acusada de genocídio. Plavsic, de 71 anos, aguardará o início de seu julgamento, previsto para janeiro de 2002, em Belgrado.O TPII recebeu garantias do governo iugoslavo de que ela comparecerá ao julgamento na data marcada. Os motivos da libertação não foram revelados, mas podem estar relacionados à idade avançada. Intercederam em favor dela o governo iugoslavo e a ex-secretária de Estado dos EUA, Madeleine Albright.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.