AFP / HECTOR RETAMAL
AFP / HECTOR RETAMAL

Haiti adia segundo turno das eleições presidenciais

Medida foi tomada por razões de segurança em meio a confronto entre a polícia e manifestantes na capital do país

O Estado de S. Paulo

22 Janeiro 2016 | 18h58

PORTO PRÍNCIPE  - O Conselho Eleitoral Provisório (CEP) do Haiti adiou nesta sexta-feira,22, o segundo turno das eleições presidenciais do país, marcado para ocorrer no domingo.

Em entrevista coletiva, um porta-voz do CEP anunciou que a medida foi tomada por razões de segurança. Fontes oficiais disseram à Agência Efe que ainda não há nova data para realização do pleito.

A decisão foi depois de a capital do país, Santo Domingo, ter se tornado hoje palco de confrontos entre a polícia e grupos que se opõem à realização do segundo turno das eleições.

Essa é a segunda vez que o CEP adia o segundo turno, que inicialmente deveria ter sido realizado em 27 de dezembro.

O adiamento foi decidido depois de o primeiro-ministro, Evans Paul, ter alertado ao longo da semana que existiam muitos problemas para a realização do pleito e que "todas as opções" estavam sendo analisadas para resolver de forma pacífica a situação de violência diária vivida pelo país à medida que a data se aproximava.

A medida constitui uma derrota para o presidente do Haiti, Michel Martelly, que defendia a realização do pleito neste domingo e a transferência do poder no próximo dia 7 de fevereiro. /  EFE

 

Mais conteúdo sobre:
Haiti

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.