Haiti forma comitê para supervisionar apuração de votos

O funcionário eleitoral do Haiti Jacques Bernard, que abandonou o país após ter recebido ameaças, será substituído por uma comissão de três pessoas que supervisionará a recontagem de votos das eleições legislativas de 7 de fevereiro. A comissão ficará responsável também pelos resultados das eleições do segundo turno para 129 candidatos ao legislativo, segundo o porta-voz do Conselho Eleitoral, Stephane Lacroix.Bernard foi designado há três meses para presidir o conselho, mas fugiu no domingo para os Estados Unidos, três dias depois de René Préval ter sido declarado vencedor das eleições presidenciais já no primeiro turno.Préval, que recebeu quatro vezes mais votos que seu rival mais próximo, foi declarado vencedor após um grande atraso na contagem dos votos e reclamações de fraude de seus partidários que acusavam Bernard de tentar manipular os resultados.Ex-presidente do país com forte apoio dos setores mais pobres do país, Préval é um ex-protegido de Jean-Betrand Aristide, que declarou a uma rede de televisão da África do Sul que quer regressar ao seu país desde o exílio.Os Estados Unidos e outras nações advertiram que o regresso de Aristide - que foi obrigado a abandonar o país após uma violenta rebelião popular há dois anos - poderia desestabilizar ainda mais o Haiti, atolado na violência desde a queda do presidente.Bernard disse na semana passada que havia recebido ameaças e pediu um reforço em sua segurança. Durante o final de semana, um grupo de manifestantes queimou e saqueou seu sítio, localizado no noroeste da capital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.