Haiti veta candidatura de Wyclef Jean à presidência

O cantor de rap e hip-hop Wyclef Jean foi impedido de se candidatar para a Presidência do Haiti pelas autoridades eleitorais do país. "Embora eu discorde das regras, eu aceito respeitosamente a decisão do comitê e peço para meus apoiadores para fazer o mesmo", disse Jean em um comunicado. A comissão eleitoral do Haiti não informou a razão para desqualificar o cantor, mas um dos possíveis motivos é que ele não morou no Haiti nos últimos cinco anos, conforme requerido pelas regras. A comissão eleitoral também rejeitou a candidatura do tio de Jean, Raymond Joseph, que é o embaixador do Haiti nos Estados Unidos.

AE-AP, Agência Estado

21 de agosto de 2010 | 14h31

A comissão aprovou 19 candidatos e rejeitou outros 15, de acordo com o porta-voz do governo, Richardson Dumel. O conselho aprovou a candidatura dos dois principais concorrentes, o ex-primeiro ministro Jacques-Edouard Alexis e Yvon Neptune, que foi o último primeiro-ministro do governo do presidente deposto Jean-Bertrand Aristide.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.