Haitianos levam casos de cólera à Republica Dominicana e à Flórida

Imigrantes que estiveram no país são diagnosticados com a doença, que já matou mais de mil pessoas

AE, Agência Estado

17 de novembro de 2010 | 16h31

  Vítima da cólera é atendida pela ONG Médicos Sem Fronteiras. Emilio Morenatti/AP

MIAMI - O Estado norte-americano da Flórida registrou seu primeiro caso de cólera vinculado ao surto da enfermidade no Haiti, anunciaram hoje autoridades sanitárias locais. O doutor Thomas Torok, do Departamento de Saúde da Flórida, disse que a paciente é uma mulher que esteve recentemente no Haiti para visitar familiares. 

Veja também:

mais imagens Olhar sobre o mundo: O drama da cólera no Haiti

O surto de cólera no Haiti provocou a morte de mais de mil pessoas e pelo menos um caso foi confirmado na vizinha República Dominicana. De acordo com Torok, a paciente já se recuperou da doença e as autoridades locais estão em alerta para o aparecimento de outros casos possíveis de cólera. A Flórida possui uma comunidade haitiana considerável.

O cólera é uma doença gastrointestinal transmitida por meio da água contaminada e está relacionada a condições precárias de higiene, à superpopulação e à falta de sistemas adequados de saneamento. A doença pode ser tratada com relativa facilidade, mas provoca muitas mortes em países em desenvolvimento.

No caso da Flórida, as autoridades locais consideram pouco provável a eclosão de um surto devido às melhores condições sanitárias existentes nos Estados Unidos. As informações são da Associated Press.

Leia ainda:

linkMortes já passam de 1,1 mil

Tudo o que sabemos sobre:
saúdecóleraHaitiFlórida

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.