Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Hajj, cristão maronita, liderou força de elite

O general François al-Hajj, que tinha 55 anos, era o principal candidato para suceder ao chefe do Estado-Maior do Exército libanês, Michel Suleiman. Chefe de operações militares desde 2002, Hajj, um cristão maronita, era um dos comandantes mais respeitados das Forças Armadas. Ele entrou para o Exército em 1972 e fez cursos de aperfeiçoamento nos Estados Unidos, na França e na Itália. Na década de 80, foi chefe das forças de elite do Exército. Já como chefe de operações, comandou a ofensiva deste ano contra os militantes do grupo radical sunita Fatah al-Islam no campo de refugiados palestinos de Nahr el-Bared, no norte do Líbano. Casado e com três filhos, Hajj foi condecorado 18 vezes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.