Hamas acusa AP de ter assassinado clérigo

Milhares de palestinos simpatizantes do grupo radical Hamas realizaram ontem uma ruidosa manifestação em Ramallah, na Cisjordânia, durante o enterro do clérigo Majed Barghouti, morto sob custódia da polícia da Autoridade Palestina. Num raro protesto de seguidores do Hamas na Cisjordânia - o grupo radical tem seu reduto na Faixa de Gaza -, eles acusaram a polícia palestina de ter torturado Barghouti até a morte. Na versão oficial, ele foi morto quando tentava escapar da prisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.