Hamas adia designação para formação do governo da ANP

O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, e o dirigente do Hamas, Ismail Haniyeh, decidiram nesta terça-feira adiar o ato oficial no qual o primeiro encarregaria o segundo da formação do governo palestino, segundo informou o porta-voz do grupo islâmico, Sami Abu Zuhri.A causa do adiamento, explicou Abu Zuhri, deve-se ao fato de o exército israelense ter impedido a entrada na Cisjordânia de dois legisladores - Azzam al-Ahmed, chefe do bloco parlamentar do Fatah, e o deputado do partido Palestina Independente, Mustafá Barghouthi -, provenientes da Faixa de Gaza.Abu Zuhri disse que a reunião com o presidente Abbas seria adiada, embora esta informação não tenha sido confirmada pela ANP.Com vistas à formação do novo governo palestino, o Hamas se negou a reconhecer o Estado judeu e rejeitou os acordos da ANP com Israel para a paz, o que é exigido por Abbas e pela comunidade internacional.Por sua vez, o primeiro-ministro interino de Israel, Ehud Olmert, declarou nesta terça-feira em Jerusalém que, com a incorporação dos fundamentalistas do Hamas à ANP, "foram reduzidas as possibilidades de chegar rapidamente a um acordo de paz com os palestinos", mas disse que a esperança não acabou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.