Hamas ameaça matar Sharon

As Brigadas Ezedin Al-Qassam, o braço armado do movimento islâmico Hamas, ameaçou hoje assassinar o primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, a seus ministros e seus generais, por causa da prisão de Marwan Barghouti, líder do movimento Fatah na Cisjordânia."Saudamos nosso irmão e herói Barghouti e dizemos a Sharon, a seu governo e ao comando de seu Exército: abriram as portas do inferno ao prenderem este líder nacional e agora são alvos de assassinatos legítimos", declararam as brigadas por meio de um comunicado.Barghouti, preso na segunda-feira em Ramallah, Cisjordânia, é acusado por Israel de ser o chefe das Brigadas dos Mártires da Al-Aqsa, responsáveis por numeros atentados suicidas em território israelense. Sharon declarou hoje que Barghouti será julgado em Israel como o responsável pela morte de centenas de israelenses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.