Hamas assume atentado suicida em Haifa

A milícia islâmica Hamas reivindicou a autoria do atentado suicida a um restaurante em Haifa, norte de Israel, que deixou hoje pelo menos 12 mortos e 40 feridos. Conforme comunicado da milícia, o ataque vinga as investidas israelenses à cidade de Ramallah. "Daremos continuidade aos ataques até a libertação total do território palestino", anunciou o grupo. O atentado havia sido atribuído à milícia Jihad, mas a reivindicação não foi confirmada. É o quarto ataque suicida em cinco dias.A explosão em Haifa foi detonada por um homem-bomba dentro do restaurante Matza. "Ouvi a explosão e corri para acudir as vítimas", contou à Rádio Israel Shimon Sabag. "Foi horrível presenciar as pessoas pegando fogo. Não conseguia ajudar os que foram feridos mais gravemente, então passei a socorrer as vítimas mais leves." O restaurante estava lotado na hora da explosão. Conforme o prefeito de Haifa, Amram Mitzna, quase todos que estavam no local foram atingidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.