Hamas ataca EUA de resolução da ONU sobre assentamentos

O grupo islamita palestino Hamas atacou o veto dos EUA a uma proposta de resolução apresentada ao Conselho de Segurança da ONU que denunciava como ilegais os assentamentos judaicos construídos por Israel no território palestino ocupado da Cisjordânia e exigia a suspensão imediata das construções nas colônias.

AE, Agência Estado

19 de fevereiro de 2011 | 12h13

O Hamas, que governa a Faixa de Gaza, descreve a decisão dos EUA como um "um comportamento imoral e um desrespeito à comunidade internacional". Em comunicado, o Hamas afirma que o veto mostra a inclinação do governo dos EUA em favor da "ocupação". O Hamas pediu que a Autoridade Palestina suspenda todas as formas de coordenação de segurança com Israel.

Todos os demais 14 integrantes do Conselho de Segurança da ONU votaram ontem em favor da proposta de resolução, patrocinada por mais de 130 países, que foi vetada pelos EUA.

Os palestinos têm advertido que não voltarão às negociações de paz com Israel enquanto persistirem as construções em colônias judaicas criadas na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental, duas áreas ocupadas por Tel-Aviv e reivindicadas pelos palestinos como parte integrante de um futuro Estado independente e soberano. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriapalestinos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.