Hamas comemora morte de Ariel Sharon

O Hamas, grupo fundamentalista islâmico da Palestina que controla a Faixa de Gaza, em Israel, comemorou a morte do ex-premiê Ariel Sharon. "Vamos lembrar de Ariel Sharon como o homem que matou, destruiu e causou o sofrimento de várias gerações de palestinos'', disse um dos líderes do Hamas, Khalil Al Hayya.

Agência Estado

11 de janeiro de 2014 | 13h25

"Depois de oito anos, ele está indo na mesma direção que outros tiranos e criminosos cujas mãos estavam cobertas de sangue palestino", completou. O ex-primeiro ministro de Israel deixou o cargo em 2006, após sofrer um derrame. Desde então, Sharon permaneceu em estado vegetativo. Ele morreu neste sábado por volta das 14h25, no horário de Israel. Fonte: Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
Ariel SharonmorteIsraelHamas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.