Hamas descarta ameaça da Abbas de convocar eleições

O movimento islâmico Hamas, que controla a Faixa de Gaza, descartou hoje a ameaça feita pelo presidente palestino, Mahmoud Abbas, de convocar eleições parlamentares antecipadas caso as conversas de reconciliação entre o Hamas e a Fatah fracassem."Nós rejeitamos o pedido de eleições porque é ilegal e inconstitucional", disse o porta-voz do Hamas, Fawzi Barhum. "A lei não dá nenhuma autoridade ao presidente sobre o parlamento e ninguém pode dissolvê-lo antes" das eleições, que estão previstas para 2010, afirmou o porta-voz da administração do Hamas em Gaza, Taher al-Nunu.Abbas afirmou hoje que convocará eleições no início de 2009 caso não sejam iniciadas discussões para unir sua facção, a Fatah, com a rival Hamas. O governo de Abbas domina apenas a Cisjordânia, enquanto o Hamas controla a Faixa de Gaza.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.