Hamas diz que "vitória terá conseqüências internacionais"

Os líderes do movimento islâmico Hamas, Ismail Haniyeh e Mahmoud al-Zahar, afirmaram hoje que a vitória de seu partido nas eleições legislativas palestinas terá conseqüências internacionais sem precedentes para o processo de paz. "Nossa vitória é uma lição à comunidade internacional, e mudará a atitude de Israel, dos países árabes e do Ocidente em relação ao conflito palestino-israelense", segundo os dois dirigentes.Al-Zahar afirmou que "a vitória terá conseqüências sem precedentes, o Hamas se unirá à ANP e lutará contra a corrupção". "A luta armada contra Israel continuará, e nossa vitória levará Israel a fazer concessões aos palestinos e mudará a atitude da Jordânia e do Egito em relação ao conflito", disse Al-Zahar, que pediu a todas as facções que se somem ao programa político de seu partido. "Nossa vitória é um golpe contra os EUA e Israel."Por sua vez, Haniyeh, cabeça da lista, reiterou que "a vitória reafirma as suas crenças e a sua estratégia. "Estamos comprometidos com o que anunciamos antes das eleições", disse.Sobre as relações com Israel, Haniyeh pediu "a resistência contra a ocupação até expulsá-la (dos territórios palestinos) para conseguir os direitos dos palestinos de volta, Jerusalém, os refugiados e a libertação de prisioneiros".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.