Hamas e Fatah adiam diálogo por uma semana

As negociações para a formação de um governo de união entre os movimentos palestinos Hamas e Fatah foram interrompidas ontem no Cairo por causa de um impasse sobre a escolha de um primeiro-ministro para a Autoridade Palestina (AP). As negociações devem ser retomadas na semana que vem. A unificação dos governos da Cisjordânia e da Faixa de Gaza é considerada essencial para os palestinos, que buscam uma declaração unilateral de independência na Assembleia-Geral da ONU, em setembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.