Hamas e Fatah fecham acordo para conter violência

As facções rivais no sul da Faixa de Gaza concordaram em tirar seus homens armados das ruas depois de uma quarta-feira que deixou um saldo de pelo menos cinco mortos.O acordo foi fechado nesta quinta-feira em Khan Younis, ao sul da região, entre líderes dos dois principais partidos palestinos, o Fatah e o Hamas. Contudo, não é certo que o acordo venha a se transformar em um cessar-fogo em toda a Faixa de Gaza.Os confrontos entre as duas facções nesta quarta-feira foram os piores desde que uma frágil trégua foi declarada há duas semanas. Quatro dos mortos pertenciam ao Fatah. Os grupos se acusam mutuamente por iniciar os ataques.Aumento da violênciaUm correspondente da BBC na Faixa de Gaza, Alan Johnston, diz que a violência entre os dois partidos rivais se acentuou nas últimas semanas depois que as diferenças entre os grupos se acentuaram.Segundo Johnston, a violência começou com a morte de um membro do Fatah no norte da região, com o grupo dizendo que ele foi atingido por um franco-atirador do alto de um telhado. Mesmo que o Hamas tenha negado envolvimento com a morte do homem, o Fatah atacou uma das bases dos rivais, ferindo quatro pessoas e matando uma mulher que passava pelo local.Na região sul de Gaza, outro confronto deixou mais três mortos. Os dois grupos alegam ter agido em legítima defesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.